Ir para o conteúdo

Digital First: Estratégias de Marketing Digital – Mídias Sociais

O novo consumidor passa boa parte do seu tempo de entretenimento em mídias sociais. Não precisamos justificar a necessidade de associar marcas aos momentos de lazer do público-alvo, não é? Independente se sua empresa atua no segmento B2C (business to consumer) ou B2B (business to busines), você precisa de uma estratégia de mídias sociais. O que muda é qual mídia escolher.

Se você é da geração de 70-80, deve ter notado que não temos mais nenhum anunciante em mídias impressas tradicionais: as revistas semanais que antes tinham grossura de bíblias agora podem não ter quase nenhum anúncio, além de carros e apartamentos de luxo. Para nossos leitores da geração de 80-90, pedimos desculpas. As revistas são folhas de papel impresso, que ajudaram com a devastação das nossas florestas.

Saiba mais aqui sobre Inbound e Outbound Marketing: Matrix – Digital First : Estratégias de Marketing Digital, Inbound e Outbound

Atualmente, o cenário mudou e está mais complexo: é preciso ter um diferencial, pois as pessoas não querem saber apenas o nome da sua marca e o que você vende — seja produto, serviço ou experiência.

Os consumidores estão em um processo de tomada de consciência da responsabilidade no consumo, no qual procuram saber de fato qual é a sua marca e o que ela faz de relevante por trás dos outdoors e das telinhas.

A qualidade do produto deve vir acompanhada de tecnologias que assegurem uma experiência de compra incrível: ampla documentação, informação, diferentes meios de contato disponível online (pré-vendas), facilidades de entrega e meios de pagamento (venda), além de um atendimento rápido e assertivo para solucionar eventuais dúvidas ou lidar com problemas (pós-venda). 

Lembre-se: o conteúdo é tudo. Você pode até pagar para ter tráfego direcionado para sua mídia social, porém é o conteúdo que determina a experiência do seu prospect com a empresa. Isso inclui escolhas do novo consumidor como a escolha da matéria-prima dos seus fornecedores até as políticas internas sobre recursos humanos da sua companhia.

Esse novo comportamento é decorrente da facilidade do acesso a novos mercados e produtos. O consumidor está pesquisando cada vez mais antes de comprar e a sua jornada online muitas vezes é o ponto determinante para escolher entre uma marca e outra.

Um dos maiores desafios, considerando essa nova conjuntura com tantas especificidades, é saber como criar uma estratégia de inbound marketing que exponha, de modo positivo, sua marca nas redes sociais, um ambiente onde a interação e o engajamento do seu público são peças-chave para suas vendas.

Como sabemos, a propaganda faz a diferença entre o comportamento e a atitude do seu consumidor. Por isso, é preciso investir em uma estratégia que faça o seu público tomar a atitude e virar um cliente e, quem sabe, até um embaixador da sua marca.

Agora que você já está mais familiarizado com essas características, é chegada a hora de colocar a mão na massa para desenvolver a sua estratégia para as redes. Vamos começar fazendo uma importante reflexão: sua marca precisa estar em todas as redes sociais?

A resposta automática seria “sim”, mas antes de tomar essa decisão analise o seu público. Nesse processo de análise é preciso compreender onde ele está presente e em quais ambientes faz sentido você estar para persuadi-lo e atendê-lo.

Muitas vezes as marcas querem acompanhar as tendências e acabam por contrariar a sua própria identidade, o que causa um estranhamento por parte dos clientes. Também é comum que algumas empresas estejam apostando em estratégias antiquadas para um público que é mais despojado e moderno, por exemplo. Então evite esse desperdício de tempo e dinheiro no momento de montar a sua estratégia para as redes.

Esse é o momento de criar as suas personas ou, em outras palavras, traçar possíveis perfis do seu público considerando suas dores, seu comportamento de compra e uma série de particularidades.

A base da estratégia de marketing em redes sociais está feita a partir do momento em que você sabe em quais plataformas estará presente e qual o perfil do seu público. Depois disso, é o momento de partir para o planejamento da produção de conteúdos que engajem e façam sentido para o seu público.

Nesta etapa, procure definir os objetivos das ações de marketing e qual persona deve ser atingida em cada uma delas. Você pode optar por se aproximar da sua audiência, fortalecer a presença da marca, aumentar a base de contatos para venda, oferecer um canal de venda direta e oferecer suporte ao usuário, por exemplo. Tenha um calendário que contemple a publicação desses conteúdos em cada rede social.

Para garantir ainda mais visibilidade diante do público, você pode trabalhar com anúncios pagos no Facebook, Instagram ou LinkedIn. Essas ferramentas vão aumentar o alcance dos seus conteúdos e fortalecer a imagem da sua marca entre os consumidores que ainda não tiveram contato com a sua empresa.

Além disso, uma boa ferramenta é o uso de técnicas de Search Engine Optimization (SEO) para otimizar o conteúdo do site com as necessidades do usuário. Essa otimização garante a melhoria da performance do site nos mecanismos de buscas como Google e Bing, e coloca sua marca no topo dos resultados de pesquisa de modo orgânico. 

A estratégia de marketing em redes sociais não é algo que vai mostrar resultados na sua empresa da noite para o dia, portanto a adoção de métricas e KPIs é essencial para avaliar se a sua estratégia está bem formulada. Não subestime essa etapa do processo, pois é aqui que você saberá avaliar se o seu cliente está sendo impactado pelo seu conteúdo. 

Tecnologia e redes sociais andam lado a lado. Se você gostou de ver esse conteúdo por aqui, nos ajude a divulgar nossos serviços lá no LinkedIn da Matrix! 


Alexandro Castelli
Diretor de Produtos